Decorre já a partir de Março (dia 14), um novo ciclo de sessões de escrita autobiográfica.

Todos somos, de uma forma ou de outra, co-criadores das nossas vidas. As nossas decisões e acções, as nossas relações e os acontecimentos que pautam as nossas vidas fazem parte de quem somos, mas podem não nos definir. Porque o que nos define é quem fomos e quem somos, mas também quem queremos ser.

 

A escrita autobiográfica e as ferramentas do storytelling constituem ferramentas poderosas que nos ajudam a tomar consciência de quem somos, de onde vimos e para onde desejamos ir.

 

Este novo ciclo, composto por 12 sessões de escrita biográfica, permite ampliar o conhecimento que temos de nós próprios, revisitando as relações e os acontecimentos mais marcantes das nossas vidas, mapeando o nosso presente e criando verdadeiras hipóteses para o futuro.

 

As sessões decorrem às terças-feiras entre 14 de Março e 13 de Junho, entre as 19h00 e as 21h00, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, no número 41 da Rua Saraiva de Carvalho, em Lisboa.

 

O ciclo tem um custo total de 120,00€ com duas metodologias de pagamento, de acordo com os objectivos e necessidades de cada um.

 

Para mais informações sobre o programa deste ciclo e a forma de participar, basta entrar em contacto connosco através de c.rodrigues@monoculo.pt.

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Decorre já no próximo mês de Fevereiro o ciclo de workshops de escrita biográfica dedicado às Paixões e ao Amor.

 

Ao longo de quatro sessões, iremos auto-retratar-nos através das nossas paixões. Afinal haverá tema que melhor nos revele? Uma parte de nós que costumamos não ver, mas que os outros vêm tão facilmente. Uma parte de nós que nos transforma sem darmos conta. Uma parte de nós na qual nos perdemos, por vezes, mas também através da qual nos construímos e avançamos.

 

As sessões decorrem todas as terças-feiras do mês de Fevereiro, nos dias 7, 14, 21 e 28, entre as 19h00 e as 21h00, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, no número 41 da Rua Saraiva de Carvalho, em Lisboa.

 

A quem se destina este ciclo?

Para além dos alunos que já participam nos motes de escrita biográfica da Monóculo, este ciclo de workshops destina-se a todos aqueles que desejam explorar este género literário, escreverem-se e (re)descobrirem-se através da escrita.

 

Como participar?

O ciclo tem um fio condutor, mas as sessões são independentes possibilitando duas metodologias de participação:

– ciclo completo (investimento total de 40,00€)

– sessões avulso (investimento de 12,00€ por sessão)

Inscrições e mais informações através de e-mail para c.rodrigues@monoculo.pt

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Vamos realizar, já nos próximos dias 21 e 22 de Janeiro, um fim-de-semana inesquecível, intenso e que se quer inspirador para desenvolver a vossa capacidade de escrita e se conhecerem melhor neste novo ano.


A quem se destina?
Para quem está há muito a querer encontrar um espaço e um tempo para a escrita e procura uma forma eficaz de reencontro consigo mesmo e com os outros.
Para quem deseja escrever a sua história de vida ou a da sua família e não sabe como fazê-lo, nem por onde começar.
Para quem procura conhecer-se e procura ferramentas novas para viajar nas teias da memória.
Para quem participa nos motes para uma escrita biográfica: uma oportunidade de aprofundar a sua capacidade de escrita de forma mais intensa, sem distracções, num contexto inspirador.

 

Quais os objectivos deste fim-de-semana?
No final dos três dias, quem participou terá:
– escrito um conjunto de fragmentos auto-biográficos;
– mapeado o seu passado revisitando as relações e os acontecimentos mais marcantes da sua vida;
– adquirido ferramentas de tomada de consciência de quem é, de onde vem e para onde deseja ir.

 

Como irá funcionar o retiro?
Iremos passar 2 dias/1 noite juntos a explorar a escrita biográfica e experimentar as suas potencialidades no processo de auto-conhecimento. As actividades decorrerão em grupo e de forma individual, havendo espaço para maior introspecção, assim como momentos enriquecedores de descoberta conjunta e partilha.

 

Onde e quando irá decorrer ?
Todo o retiro irá decorrer na acolhedora Casa do Páteo, no Meco, a meia hora de Lisboa, nos dias 21 e 22 de Janeiro de 2017. Neste espaço privilegiado onde a calma e o sossego convidam ao reencontro consigo mesmo, os participantes terão à sua disposição inúmeros cantos e recantos que mais os inspirem a escrever. Todas as refeições estão incluídas. No sábado, e para quem desejar, marcaremos um ponto de encontro em Lisboa, procurando que todos aqueles que precisem tenham boleia.

 

O que fazer para participar?
– A inscrição pode ser feita por e-mail, para o seguinte endereço: c.rodrigues@monoculo.pt.
– A vaga é confirmada pela mesma via e são enviados os pormenores do retiro, assim como o NIB para onde poderão efectuar o pagamento.
O custo total é de 130,00€ e inclui todo o retiro: as diferentes actividades, a estadia (2 dias/ 1 noite) e a alimentação.
– A inscrição só é considerada válida após o envio do comprovativo de pagamento.
– Com a confirmação da inscrição, receberá então todas as indicações de ordem mais prática.

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Este Outono os motes para uma escrita biográfica vieram para ficar e desde o próximo dia 11 de Outubro nos acompanhar até ao Natal. Trata-se da segunda parte da primeira edição deste ciclo de encontros de escrita biográfica nos quais os participantes são impulsionados a desbloquear a escrita, a ultrapassar o medo de passar ao acto e escreverem-se de forma simples e despretensiosa, sem tabus nem ideias pré-concebidas, através de propostas de actividades práticas tanto em grupo, como individuais.

workshops-escrita-biografica52

Sonham em escrever o livro da vossa vida, em manter viva as vossas memórias assim como as da vossa família? Por onde começar? O que explorar? Como escrever? Tantas perguntas que relegam o vosso projecto para uma gaveta sem fundo… Nestes workshops ajudamos-vos a começar! Juntos, exploramos a escrita biográfica. O objectivo? Sentirem, na ponta dos dedos, o quanto escrever sobre as vossas vidas pode ser mais fácil do que parece, divertido e enriquecedor!

 

A quem se destinam os motes para uma escrita biográfica?
Estas sessões destinam-se a quem está há muito a querer trazer a escrita para a sua vida ou que deseja contar a sua história, ou a da sua família, através da escrita. Por outras palavras, destinam-se a todos os interessados na escrita de si, quer por razões pessoais, quer profissionais.

 

Como funcionam os motes para uma escrita biográfica?
Os encontros decorrem de forma quinzenal. Cada sessão, de hora e meia cada, pode ser frequentada de forma independente ou de maneira contínua, de acordo com as necessidades e disponibilidade de cada um.

 
Há vantagem em participar de forma continuada?
Apesar de estes encontros serem independentes, existe sempre um fio condutor que faz com que, à medida que os encontros se sucedem, os participantes vão explorando ferramentas e ganham experiência na escrita de si e das suas vidas.

 

Onde e quando decorrem as sessões?
Os encontros decorrem na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, no n.º 41 da Rua Saraiva de Carvalho, nos dias 11 e 25 de Outubro, 8 e 22 de Novembro e, por último, no dia 6 de Dezembro.

 


Como participar neste(s) mote(s) para uma escrita biográfica?

– A inscrição pode ser feita por e-mail para o seguinte endereço: c.rodrigues@monóculo.pt
– A vaga é confirmada por e-mail e é enviado o NIB e respectivo valor para pagamento. O custo de cada sessão é de 10,00€. Caso pretenda participar nos 5 encontros, o valor é de 45,00€.
– A inscrição só é considerada válida após o envio do comprovativo de pagamento.
– Com a confirmação da inscrição, receberá então todas as indicações para a(s) sessão(ões).

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Começamos o mês de Julho com mais novidades sobre os encontros para uma escrita biográfica.

workshops-escrita-biografica4

Depois do sucesso dos três primeiros motes, realizamos um quarto, já no próximo dia 14 de Julho, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa.

 

O que são os Motes para uma escrita biográfica?

Lançados em Abril e constituídos por sessões independentes, são um tempo e um espaço para todos aqueles que gostariam de aprender a escrever as suas próprias histórias e não sabem por onde começar. Nestes workshops, ajudamos os participantes a começar a escreverem-se! Isto é particularmente válido para não-escritores, para quem não sabe por onde começar, o que explorar, nem como escrever. Juntos, exploramos a escrita biográfica, as suas regras de ouro e estratégias para que cada um sinta na ponta dos dedos o quanto escrever sobre as suas vidas pode ser fácil, divertido e enriquecedor (e até terapêutico).

 

O que fazer para participar neste 4.º encontro dos Motes de Escrita Biográfica, já no dia 14 de Julho?

Existe um limite do número de participantes, pelo que, para garantir a sua participação, agradecemos:

– se inscreva através do e-mail: c.rodrigues@monoculo.pt

– contribuição: 10,00€

Após a sua inscrição, receberá um e-mail de confirmação com todas as informações sobre o mote desta sessão.

 

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

workshops-escrita-biografica3

Sonha em escrever o livro da sua vida, em manter viva as suas memórias assim como as da sua família? Por onde começar? O que explorar? Como escrever? Tantas perguntas que relegam o seu projecto para uma gaveta sem fundo…

 

A pensar em si, criámos os Motes para uma escrita biográfica, workshops curtos onde juntos, exploramos a escrita biográfica, as suas regras de ouro e estratégias. O objectivo? Sentir, na ponta dos dedos, o quanto escrever sobre a sua vida pode ser fácil, divertido e enriquecedor!

 

O que fazer para participar neste terceiro encontro dos Motes de Escrita Biográfica, já no dia 30 de Junho?

 

Existe um limite do número de participantes, pelo que, para garantir a sua participação, agradecemos:

 

– se inscreva através do e-mail: c.rodrigues@monoculo.pt

– contribuição: 10,00€

Após a sua inscrição, receberá um e-mail de confirmação com todas as informações sobre o mote desta sessão.

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

workshops-escrita-biografica2Sonha em escrever o livro da sua vida, em manter viva as suas memórias assim como as da sua família? Por onde começar? O que explorar? Como escrever? Tantas perguntas que relegam o seu projecto para uma gaveta sem fundo…

 

A pensar em si, criámos os Motes para uma escrita biográfica, workshops curtos onde juntos, exploramos a escrita biográfica, as suas regras de ouro e estratégias. O objectivo? Sentir, na ponta dos dedos, o quanto escrever sobre a sua vida pode ser fácil, divertido e enriquecedor!

 

O que fazer para participar neste segundo encontro dos Motes de Escrita Biográfica, já no dia 16 de Junho?

 

Há um limite do número de participantes, pelo que, para garantir a sua participação, agradecemos:

– se inscreva através do e-mail: c.rodrigues@monoculo.pt

– contribuição: 10,00€

Após a sua inscrição, receberá um e-mail de confirmação com todas as informações sobre o mote desta sessão.

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Escrita biográfica

 

As obras biográficas representam hoje em dia um género literário dominante. Se consultarmos os catálogos dos editores ou percorrermos as estantes das livrarias, apercebemo-nos que este tipo de escrita mais intima (biografias, autobiografias, livros de memórias, testemunhos, diários, fotobiografias, livros de viagem, etc.) tem vindo a assumir um lugar de destaque. Independentemente das autobiografias literárias produzidas por escritores aclamados, vemos crescer o surgimento de (auto)biografias de personalidades mediaticamente conhecidas que partilham com o público a sua infância, assim como os acontecimentos marcantes das suas carreiras. A edição livre e independente tem impulsionado também os anónimos a realizarem os seus próprios projectos editoriais, sendo hoje possível partilhar os seus escritos biográficos fora da indústria livreira.

Para além da sua importância crescente, a escrita biográfica tem “contaminado” cada vez mais os outros géneros literários. Frequentemente avalia-se um romance, por exemplo, à luz da sua relação com a vida do autor, como se a ficção adquirisse maior interesse se encarada como uma autobiografia disfarçada, garante aparente de um crédito de verdade, ou seja, de valor.

 

Mas, o que é que motiva alguém a escrever a(s) história(s) da sua vida?

 

São muitas as razões para a passagem ao acto: exercício de análise, desejo de partilha, necessidade de justificação, vontade de ressuscitar momentos do passado, etc. Tudo se resume ou está intimamente ligado aos destinatários da obra, ou seja para quem estamos a escrever. Encarada numa lógica de testemunho, a escrita biográfica dirige-se a um público, conhecido ou anónimo. Numa perspectiva contemplativa na qual a escrita assume uma função de espelho, a narrativa deixa de se destinar a um público exterior, aproximando-se de uma escrita mais introspectiva (revisitar o passado) ou até terapêutica (libertar-se do passado).

Uma coisa é certa, escrever sobre si mesmo constitui um desafio e tanto, mas a recompensa vale bem a pena, não só em termos do resultado final, mas também porque remete para um processo enriquecedor em que vestimos a pele de historiadores e arqueólogos das nossas próprias existências. A escrita biográfica tem poder porque nos transforma, ajudando-nos a tomarmos consciência do quanto somos autores das nossas vidas.

 

Por onde começar? Que caminho trilhar? Como e em que moldes produzir este tipo de narrativa?

 

No nosso dia-a-dia, na Monóculo, ajudamos as pessoas a escreverem sobre as suas vidas. Ao longo de mais de cinco anos ajudámos a realizar dezenas de obras (auto)biográficas. Apercebemo-nos que a síndroma da página branca não é ficção e que tal se prende, vezes sem conta, ao desconhecimento das regras basilares deste género literário. Ora, a nossa missão consiste precisamente em trazer essa luz, esse conhecimento e competência aos que desejam embarcar na viagem única mas transmissível que é a escrita biográfica. Fazemo-lo através do acompanhamento personalizado de cada um, mas também pela via de oficinas de escrita e encontros em todos os cantos do país. Os motes para uma escrita biográfica, iniciados há poucos dias em Lisboa, com uma periodicidade mensal são um exemplo disso. Neles, exploramos e pomos em prática estratégias e técnicas que permitem adquirir saber e saber-fazer, tomar maior consciência sobre o acto da escrita e o que ela nos traz, de forma despretensiosa e sobretudo divertida, ultrapassando receios e medos que não são mais do que construções mentais sobre este acto que é escrever sobre nós próprios.

 

Artigo publicado na revista Mil Pétalas Magazine: https://issuu.com/milpetalas.magazine/docs/mil_petalas_mag_06_final/1

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O que é que motiva alguém a escrever a(s) história(s) da sua vida? São muitas as razões para a passagem ao acto: exercício de análise, desejo de partilha, necessidade de justificação, vontade de ressuscitar momentos do passo…

 

Uma coisa é certa, escrever sobre si mesmo constitui um desafio e tanto, uma das principais dificuldades consistindo na separação entre o que é verdadeiro e o que permanece ficção. Quantas vezes, modificamos ou transformamos o real sem termos consciência que o estamos a fazer?

 

workshops-escrita-biografica-12-04

Em traços gerais tudo se resume ou está intimamente ligado aos destinatários da obra, ou seja para quem estamos a escrever.

 

A autobiografia enquanto testemunho dirige-se a um público, conhecido ou anónimo. Narrar a nossa vida pode, neste contexto, ter como objectivo:
– esclarecer a posteridade sobre a época ou os acontecimentos que se testemunhou;
– rectificar factos, justificar-se aos olhos dos leitores;
– perpetuar-se na memória dos outros através de um auto-retrato que se quer fiel.

 

A autobiografia também pode ser encarada como um espelho no qual o autor se vê a si mesmo. Nesta lógica mais contemplativa, as razões para o empreendimento poderão remeter para:
– o prazer da memória, nomeadamente recordando, de forma mais ou menos nostálgica, a infância e a juventude.
– a ambição de vencer o tempo ou de suspender provisoriamente o seu curso;
-o desejo de se conhecer melhor. Contando-se, o autor adulto procura recuperar a sua criança interior e foca-se nos episódios marcantes da sua vida.

 

ARTIGOS RELACIONADOS:

 

O primeiro passo para escrever as suas histórias de vida: Já a partir de dia 28!

 

As duas regras de ouro para escrever a sua biografia.

 

Dicas para escrever a sua própria história de vida

 

 

 

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Sonha em escrever o livro da sua vida, em manter viva as suas memórias assim como as da sua família? Por onde começar? O que explorar? Como escrever? Tantas perguntas que relegam o seu projecto para uma gaveta sem fundo…

 

A pensar em si, criámos os Motes para uma escrita biográfica, workshops curtos onde juntos, exploramos a escrita biográfica, as suas regras de ouro e estratégias. O objectivo? Sentir, na ponta dos dedos, o quanto escrever sobre a sua vida pode ser fácil, divertido e enriquecedor!

workshops-escrita-biografica4

No mês em que se celebra o dia internacional do livro, damos arranque a estes encontros/oficinas, já no próximo dia 28 de Abril, às 19h30, na Avenida Duque de Ávila (n.º 28), em Lisboa. Um tempo e um espaço para quem gostaria de aprender a escrever as suas próprias histórias e não sabe por onde começar.

 

O que fazer para participar no primeiro encontro dos Motes de Escrita Biográfica, já no dia 28 de Abril?

 

Há um limite do número de participantes, pelo que, para garantir a sua participação, agradecemos:

– se inscreva através do e-mail: c.rodrigues@monoculo.pt

– contribuição: 10,00€ (in loco)

Após a sua inscrição, receberá um e-mail de confirmação com todas as informações sobre o mote desta sessão.

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone