Muitos são aqueles que confundem distribuição com venda efectiva. O seu livro pode estar presente em todos os pontos de distribuição tradicional, mas tal não significa que vá ser realmente comprado. Ter consciência deste aspecto é fundamental para o sucesso do seu empreendimento.

dica-vender o seu livro

Numa edição independente, existe um conjunto de elementos a considerar. A Monóculo pode ajudar neste processo criando uma estratégia concreta. Aqui ficam algumas dicas, das muitas que poderão ser implementadas:

 

​O respeito pelo leitor. Imagine que escreveu um romance ou um livro técnico, mas que o mesmo apresenta gralhas e erros (os tais “de simpatia” que sucedem quando já conhecemos tão bem o texto que não nos damos conta de que existem). Agora coloque-se no lugar do leitor e imagine qual seria a sua reacção? Por melhor que seja o conteúdo, o mais provável é que o leitor feche o livro e não o recomende a terceiros conduzindo ao insucesso da estratégia de base em qualquer venda: o passa-palavra.

 

​A apresentação da sua obra. Se deseja que o tomem a sério, cuide o aspecto visual da sua obra! Para o efeito pode recorrer a profissionais que transformarão o seu manuscrito em livro respeitando as regras da boa paginação. Não se esqueça também da importância da capa: será que o seu livro dá vontade de ser lido?

 

​Desenvolva uma estratégia de comunicação e divulgação da obra. Numa edição independente cabe ao autor promover a sua obra, dá-la a conhecer e criar o interesse. Explore a sua rede social. Se já tem um blogue ou um site utilize-o como uma poderosa forma de comunicação. Os resultados não se farão esperar.

 

​Visite livrarias. Identifique quais as livrarias que mais se adequam ao seu género literário e proponha-lhes o seu livro para venda directa à consignação. Tenha em atenção que as livrarias e outros pontos de distribuição (papelaria, quiosque, etc.) pedirão uma comissão que varia entre os 35 a 50% do preço de venda ao público (P.V.P.). Por outro lado, tenha em conta que as livrarias não são unicamente um espaço de venda, mas igualmente um espaço cultural, pelo que lhes poderá propor uma sessão de autógrafos, independentemente de o seu livro não se encontrar nos seus escaparates. Afinal, qual é o espaço que não precisa de animação e de dinâmica?

 

Comercialize directamente a sua obra. Vender um livro não se reduz aos pontos tradicionais de distribuição. Existe um conjunto de canais a explorar que poderão ditar o sucesso do seu empreendimento.

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *