book-that-judges-you

 

O holandês Thijs Biersteker desenvolveu uma aplicação capaz de “delito de fácies”. Uma aplicação que permite avaliar a reacção do leitor relativamente à capa de um livro. Se a expressão do seu rosto for julgada como céptica, então o livro não se poderá abrir!

 

Sem dúvida que já lhe aconteceu julgar um livro pela sua capa, certo? De facto, já é mais do que sabido que uma capa apelativa vende. Os anglo-saxónicos até têm uma expressão metafórica alusiva: don’t judge a book by its cover que revela o quanto não nos devemos deixar levar pelos nossos preconceitos quando atribuímos valor a algo apenas baseados na sua aparência. Bem, mas se nada disto é novidade, saiba que já é possível hoje em dia que seja a capa do livro a julgá-lo a si! É ela que autoriza ou não a abertura de um livro em função da expressão do seu rosto! Incrédulo(a)? É mesmo verdade!

 

Thijs Biersteker, da agência de design holandesa Moore, criou um novo meio para personalizar ainda mais a relação entre um livro e o seu leitor. Esta aplicação utiliza a tecnologia para o reconhecimento facial através da integração de uma câmara. O objectivo consiste em avaliar a expressão do nosso rosto para assim decidir da abertura ou não do livro que seguramos entre as mãos. Nas palavras do seu criador, este sistema permite “criar uma capa com características humanas através de uma tecnologia simples. Se o seu rosto expressar cepticismo, o livro não se abre. Mas se a sua expressão for neutra, o sistema envia um sinal áudio, abrindo-se à sua leitura.” E acrescenta: “julgar nunca deveria arrefecer o entusiasmo imediato que sentimos quando vemos as coisas pela primeira vez”.

 

Fonte: http://thecoverthatjudgesyou.com/

 

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *