Em 2002, o New York Times reportou que segundo um estudo norte-americano, 81% das pessoas inquiridas sentiam a necessidade de escrever um livro. Se transpuséssemos estes valores para a realidade portuguesa, tal representaria mais de oito milhões de pessoas que gostariam de deixar a sua marca através de um livro, fazendo jus à velha fórmula de “plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro”.

 

arvore-monoculo
Ora é precisamente pensando nestes autores em devir que desejam partilhar os seus escritos, quer com familiares e amigos (edição pessoal), quer com um público alargado (edição independente), que a Monóculo coloca à disposição de todos os ofícios do livro.

 

Não se trata de propor um contrato de edição, não se trata de prometer mundos e fundos ou vendas mirabolantes, nem se trata de distribuir obras no mercado.

 

Trata-se de acompanhar os autores, de dar resposta aos seus objectivos e necessidades editoriais de forma personalizada e de acordo com o projecto em questão, utilizando um saber e saber-fazer específicos em diferentes etapas do percurso editorial.

 

Partilhe este artigo:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *