Monóculo - escreva, faça e publique o seu próprio livro
Projectos editoriais à medida

PROCESSOS    PERGUNTAS FREQUENTES    TESTEMUNHOS

 

Nunca como hoje teve à sua disposição um conjunto tão diversificado de ferramentas de publicação.

Durante muitas décadas, a única solução realmente viável passava pela edição dita tradicional, na qual uma Editora, reconhecendo o valor do seu manuscrito e o seu potencial comercial (tendo em conta o seu mercado-alvo), decidia apostar na sua obra em troca da cedência dos seus direitos de autor. Esta solução continua a ser indicada para todos aqueles que desejam o reconhecimento deste sector profissional. Contudo, nem todos os manuscritos são seleccionados, nem todos os projectos vão ao encontro dos planos editoriais das editoras e nem todos os autores pretendem esse reconhecimento ou desejam deixar a terceiros as rédeas da sua obra. Existirão outras soluções?

Edição independente, edição por conta do autor, autopublicação, edição pessoal, são muitas as metodologias existentes no mercado para realizar e concretizar o seu projecto editorial. No meio de toda esta oferta, qual a melhor? A resposta é que não há uma resposta única! Mas, não se assuste, isto só quer dizer que para cada caso existe uma solução real e adequada!

Contacte-nos para o ajudarmos a escolher a metodologia que melhor serve as suas necessidades e expectativas.

  • A Edição Independente

     

    Secular, a edição independente revela-se um caminho para os autores que desejam tomar as rédeas da publicação das suas obras. Designada igualmente por edição de autor, esta metodologia constitui uma verdadeira alternativa para quem tem por objectivo publicar os seus escritos directamente sem ceder os seus direitos a terceiros. O autor independente é assim um autor empreendedor, o director criativo de todo o processo de publicação da sua própria obra.

     

    Mas, publicar uma obra, implica competências simultaneamente variadas e específicas. Antes de chegar aos leitores, o livro inicia um verdadeiro percurso editorial. Desde a revisão editorial e linguística da obra, passando pelo design editorial e paginação do manuscrito ou a sua transformação em e-book, até à sua impressão ou colocação online, são diversas as etapas que o autor percorre. Por essa razão, a Monóculo conta com uma equipa de profissionais especializados na edição e realização do seu projecto editorial. Editores, revisores, designers, fotógrafos, ilustradores, consultores jurídicos, impressores, todo um conjunto de profissionais experientes e dedicados, à sua disposição, para que a sua iniciativa seja bem-sucedida.

     

  • A Edição Pessoal

     

    Gostaria de partilhar com os seus familiares, amigos, colegas, clientes e até conhecidos o seu conhecimento, a sua arte ou a sua história de vida, da sua empresa ou colectividade, e não tem qualquer vontade nem interesse em comercializar esta partilha? Então, a edição pessoal/particular é o processo indicado para o seu projecto editorial. Os avanços tecnológicos permitem actualmente a concretização de projectos preciosos, pessoais e, claro, transmissíveis, que antigamente acabavam infelizmente “na gaveta”, dada a falta de soluções.

     

    A pensar em si, a Monóculo criou e continua a criar um conjunto de ferramentas e produtos que lhe permitem realizar o seu sonho, deixar a sua marca e partilhar, através dos formatos mais adequados ao seu projecto editorial.

     

    Colocamos à sua disposição todo o nosso saber-fazer e imaginação para que o seu livro, a sua revista, o seu jornal ou até o seu site se concretize com toda a qualidade que merece.

  • A Autopublicação

     

    A autopublicação é um sistema relativamente recente, na medida em que se baseia em ferramentas online, na Internet. Nesta metodologia, o autor assume a função de editor, designer, relações públicas e comercial da sua própria obra, recorrendo a terceiros, apenas para a impressão. São já inúmeras as plataformas na Internet que propõem serviços numa lógica de autopublicação: o autor escolhe um dos formatos propostos e o tipo de papel (pensados numa lógica de economia de escala), assim como a fotografia da capa do seu futuro livro. Após esta selecção, o autor carrega online o seu ficheiro (geralmente um documento em PDF) e resta-lhe aguardar receber por correio a tiragem solicitada. Nada de mais simples e prático, à partida. Basta promover o livro na Internet e em alguns pontos de venda locais.

     

    Contudo, ao optar por este sistema, o autor deverá ter em conta que as operações anteriores essenciais à publicação de uma obra, tais como a correcção do manuscrito ou a sua maquetização não são, regra geral, incluídas nos serviços de base propostos. Não se poderá surpreender, portanto, quando, após ter contado os dias e as semanas para receber o seu livro, este apresente gralhas que lhe escaparam na altura, e seja pouco atractivo visualmente, não respeitando as regras básicas da paginação (por exemplo, viúvas, órfãs, dentes de cavalo, etc.), o que poderá prejudicar a sua comercialização, quando colocado ao lado de livros editados profissionalmente.

     

    Na Monóculo, criámos de raiz um conjunto de ferramentas de autopublicação ao seu dispor. Intermediamos também a realização da sua obra de forma personalizada e profissional, procurando as melhores soluções para que se reveja na sua obra quando a receber em casa!

  • A Edição por conta do autor

     

    Na edição por conta do autor, este recorre a uma empresa estabelecida como editora que garante a distribuição e divulgação da sua obra no mercado livreiro. Neste sistema o autor paga à “editora” para que esta edite/publique a sua obra. A edição do livro é assim considerada como um serviço adquirido pelo autor que deixa supostamente de se preocupar com a correcção do manuscrito, a sua paginação, as formalidades ligadas à publicação, a distribuição, assim como a divulgação do seu livro. A “editora” trata da comercialização da obra e o autor aufere assim os benefícios da venda — e não direitos de autor — tributáveis em sede de imposto. Trata-se, portanto, de um contrato de prestação de serviços, o que pode ser vantajoso. Contudo, na prática, este contrato de prestação de serviços é frequentemente e erroneamente substituído por um contrato de edição, onde o autor cede os seus direitos autoriais. Resultado? É proposto ao autor que financie a publicação da sua obra, mediante a entrega ao mesmo de um conjunto de exemplares, sendo a restante tiragem destinada à distribuição por parte da “editora” que, para além de ver assim os seus serviços de edição e publicação cobertos, aufere ainda uma percentagem considerável do preço de venda ao público por cada livro vendido. Esta prática, associada ao facto de não existir qualquer tipo de filtro editorial (comissão de leitura, etc.), fazem com que a metodologia seja a mais criticada no espectro da publicação. São numerosos os fóruns na Internet onde podemos encontrar queixas de autores acerca deste sistema, uma vez que acaba, na prática, por não ser nem uma edição independente (sem cedência de direitos de autor e cuja comercialização visa, entre outros aspectos, o retorno do investimento financeiro do autor-empreendedor), nem uma edição tradicional (na qual a editora aposta na obra, obtendo o retorno do investimento através da comercialização).

     

    A Monóculo assume-se como uma empresa prestadora de serviços editoriais e não como Editora. Por essa razão, nunca receberá qualquer e-mail nosso dizendo que o seu manuscrito foi seleccionado para publicação, nem receberá qualquer proposta de contrato de edição. Os nossos serviços editoriais constituem uma prestação de serviços para que o seu empreendimento editorial seja coroado de sucesso.

© monóculo 2010 - 2016. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade e Segurança.